SOBRE A OSTEOPATIA

Definição

A osteopatia é uma abordagem da saúde desenvolvida pelo médico Andrew Taylor Still em 1874 nos Estados Unidos. Com uma filosofia própria, possui métodos de avaliação e diagnóstico centrados na individualidade do paciente e na inter-relação de seus tecidos e de seus sistemas corporais, bem como na interação destes com o meio.

Sua metodologia é baseada no conhecimento aprofundado da anatomia, fisiologia e patologia do corpo humano, o que permite ao fisioterapeuta osteopata identificar e tratar disfunções de mobilidade dos tecidos corporais, tais como articulações, ligamentos, músculos, nervos, vasos, vísceras, entre outros. Para a osteopatia, qualquer alteração de mobilidade tecidual pode vir, cedo ou tarde, comprometer a função não só destes, mas também de todo o organismo que com ele interage.

Tanto a avaliação como o tratamento osteopático são realizados com técnicas manuais específicas, elegidas pelo fisioterapeuta osteopata e voltada para cada tipo de tecido, patologia e paciente, tornando-se desta forma um tratamento único e individualizado, assim como o ser humano.

Embora pedagogicamente existam as disciplinas Osteopatia Estrutural, Visceral e Craniana, é importante reforçar que esta divisão é estritamente didática e que a verdadeira osteopatia é aquela que respeita o princípio da unidade do corpo, onde  todos os componentes da estrutura (articulações , músculos , fáscias , vísceras, sistema nervoso…) interagem e que a função ótima depende da interação completa, ampla, contínua e recíproca, em busca de homeostasia.

Fique atualizado! Assine nossa newsletter!